O governo federal anunciou uma nova modalidade de identificação estudantil, que poderá ser usada também para pagar meia entrada em eventos.

A carteirinha foi instituída por meio de uma medida provisória e tem previsão de começar a ser emitida em dezembro.

O documento poderá ser obtido gratuitamente, em aplicativos de telefones celulares ou agências da Caixa Econômica Federal.

O presidente Jair Bolsonaro, afirmou que a nova carteirinha vai beneficiar os estudantes mais pobres.

A aquisição da carteirinha vai dispensar o uso de papel. Na hora de emitir o documento, o aluno terá de autorizar o envio de informações para um cadastro unificado. O objetivo do governo é digitalizar ações como o controle de frequência às aulas e a emissão de diplomas.

A carteirinha digital será uma opção àquela já oferecida por entidades estudantis, como a UNE, União Nacional dos Estudantes, e a Ubes, União Brasileira dos Estudantes Secundaristas.

Para a nova identidade estudantil continuar válida, a medida provisória que a instituiu precisa ser aprovada pelo Congresso Nacional em até 120 dias.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui