Casas são depredadas e roubadas em comunidade de Barão de Cocais

Mais uma vez moradores da Comunidade de Socorro, em Barão de Cocais, tiveram suas casas depredadas e roubadas. As residências seguem desocupadas pelos proprietários por causa do alerta de risco de rompimento da barragem Sul Superior da Mina Gongo Soco da Vale.

Moradores da comunidade foram ao local no início da semana depois de receberem informações de nova onda de furto. Ladrões reviraram os imóveis e deixaram as casas bagunçadas. Roupas de cama, moto, bicicleta, bomba de aplicar veneno e chapa de aço de cozinha foram levados na ação criminosa.

Conforme os moradores, os roubos ocorrem desde o mês de março e 90% das casas já foram  invadidas. As moradias estão vazias desde fevereiro no ano passado, devido risco de rompimento da barragem Sul Superior da Mina Gongo Soco da Vale. Na época, 239 famílias deixaram suas casas.

Anúncios

Em nota, a Vale informou que mantém postos de vigilância 24 horas impedindo o acesso pelas principais vias nos locais evacuados, onde o trânsito de pessoas é proibido, por se tratar de Zona de Autossalvamento (ZAS), além de patrulhas ao longo do perímetro.

Ainda segundo a mineradora, também foram feitas barreiras nos acessos secundários. Além disso, como ação complementar, foram instaladas câmeras no entorno, visando identificar possíveis invasões. Quando é visualizada alguma invasão, a Polícia Militar é imediatamente comunicada.

Ainda de acordo com o comunicado, os atingidos que tenham interesse na solução consensual para indenização por danos materiais e morais, em razão da evacuação da barragem Sul Superior, podem procurar a Central de Atendimento, por meio do telefone gratuito 0800 031 0831. Todos os casos são tratados individualmente, respeitando as necessidades e peculiaridades de cada requerimento.

Com informações G1

 

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui