Os casos de dengue em João Monlevade caíram 65% de 2017 para 2018 conforme o último boletim epidemiológico divulgado nesta terça-feira (4) pela Secretaria de Estado de Saúde (SES/MG). No ano passado os registros da doença na cidade foram 20 e, até o momento, há sete casos na cidade.

Já em relação à chikungunya, em 2017 João Monlevade teve três casos e neste ano os infectados somam dois. Em 2017, houve apenas um registro do zika vírus na cidade e, até o momento, não há casos da doença.

Em todo o estado, os casos de dengue tiveram aumento de 3% do ano passado para 2018, passando de 25.933 registros para 26.721 casos prováveis da doença. Em relação à febre chikungunya, Minas registrou 11.697 casos prováveis em 2018. A maioria na região do Vale do Aço. Até o momento, foi confirmada uma morte pela doença e outras duas estão em investigação. No caso da zika, foram registrados 163 casos prováveis da doença.

A preocupação com a dengue está ainda maior neste ano. Depois de oito anos, um dos tipos do vírus, o Denv 2, voltou a circular. Como boa parte da população não teve contato com este tipo do vírus, a chance de contaminação é maior.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui