Ceará registra novos ataques a prédios públicos

Ataques violentos assustam o Ceará no fim de semana (G1 Ceará)

Durante a madrugada, foram registrados novos ataques a prédios públicos de Fortaleza e região metropolitana. Desde a noite de quarta-feira (2), ocorreram 42 ataques em Tinguá, Pacatuba, Horizonte, Maracanaú, Fortaleza, Caucaia, Pindoretama, Eusébio, Morada Nova, Jaguaruana e Canindé.

Desde o início dos ataques, 13 ônibus foram incendiados, tiros foram disparados contra prédios e bancos, e artefatos caseiros incendiários foram arremessados contra delegacias. Uma bomba foi colocada na coluna de um viaduto na BR-020, em Caucaia, e corre risco de desabar. Segundo a Secretaria da Segurança do Ceará, 18 suspeitos foram detidos desde quarta-feira.

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, negou o envio imediato da Força Nacional ao estado. Ele informou, por meio de nota, que as tropas só serão enviadas em caso de deterioração da segurança.

Mas, atendendo a um pedido do governador, Camilo Santana, determinou que a Polícia Federal (PF), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e o Departamento Penitenciário Nacional (Depen) auxiliem no combate aos atos de violência ocorridos nos últimos dias, inclusive com a disponibilização de vagas no sistema penitenciário federal.

Sérgio Moro ainda sugeriu que o governador crie um gabinete de crise, com a integração das forças policiais federais e estaduais.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui