Cemig assina contratos para venda da rede de fibra óptica

As empresas adquirentes têm grande experiência e conhecimento na área de transmissão de dados

As empresas vencedoras do leilão de ativos de telecomunicações, realizado pela Cemig, assinaram nesta sexta-feira (24), na sede da companhia, em Belo Horizonte, os contratos relativos ao processo de alienação de 6 mil quilômetros de cabos ópticos em redes metropolitanas e quase 12 mil quilômetros de cabos ópticos de longa distância, localizados em cem cidades de sete estados: Minas, São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Pernambuco, Ceará e Goiás.

A American Tower do Brasil, vencedora do Lote 1, arrematou a rede de fibra ótica em Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro pelo valor de R$ 571 milhões. A Algar Soluções em TIC adquiriu o Lote 2, por R$ 77,89 milhões, com instalações de transmissão de dados no Ceará, Bahia, Pernambuco e Goiás.

Anteriormente à alienação, a Cemig havia incorporado no início do ano a subsidiária CemigTelecom e mais de 100 empregados, mantendo uma parte da infraestrutura e oferecendo ao mercado uma rede de fibra óptica com qualidade, extensão e localização estratégica, que despertou o interesse de empresas que querem expandir sua atuação no setor.

Crescimento econômico e geração de empregos

O presidente da Cemig, Bernardo Alvarenga, destacou que a assinatura dos contratos é mais uma demonstração do empenho da empresa para focar nos negócios que fazem parte do seu core (distribuição, transmissão e geração de energia), com o objetivo de reduzir o endividamento e se reestruturar. “As empresas vencedoras têm grande experiência e conhecimento na área de transmissão de dados e souberam avaliar que os ativos colocados à venda têm qualidade e potencial de agregação para os seus negócios”, destacou.

Os ativos de telecomunicação vendidos serão importantes para que a American Tower e a Algar Soluções em TIC expandam suas atuações no Brasil. As empresas receberão uma rede de fibra óptica de reconhecida qualidade e que será importante para ampliar suas respectivas carteiras de clientes.

O presidente da Algar Telecomunicações, Jean Carlos Borges, destacou que a compra do lote 2 dos leilão da Cemig vai acelerar a expansão da empresa e gerar muitos empregos. “Os ativos que adquirimos e que assinamos o contrato hoje vão nos ajudar a atender mais localidades no Nordeste, que é uma região muito importante no Brasil. Além disso, este ano, juntando todas as frentes, vamos gerar algo em torno de 250 empregos diretos nas equipes comerciais e de operação”, afirma.

Já o presidente da American Tower, Abel Amaral de Camargo Júnior, ressaltou que a companhia está presente no Brasil desde 2001 e, neste período, já fez investimentos da ordem de R$ 8 bilhões em aquisições. “Participamos desse leilão com a estratégia de ampliação do processo de infraestrutura. A American Tower acredita que as redes de fibras ópticas são fundamentais para o crescimento e desenvolvimento das comunicações do País”, disse.

Leilão

O leilão, realizado no último dia 8 de agosto, em Belo Horizonte, arrecadou R$ 648,89 milhões com a venda dos dois lotes, com um ágio médio de 76% sobre o preço mínimo. Ao todo, 17 empresas mostraram interesse em participar do leilão e três foram habilitadas para o processo.

Após a assinatura dos contratos, a conclusão da alienação está sujeita, ainda, à implementação de condições suspensivas conforme definidas no edital, inclusive a aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE), se aplicável.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui