Cemig tem lucro de cerca de R$ 400 milhões em seis meses

Resultados do segundo trimestre mostraram aumento da receita e redução dos custos da companhia

A Cemig apresentou, no segundo trimestre deste ano, aumento da receita e redução nos custos operacionais, em relação ao mesmo período do ano passado. No acumulado do primeiro semestre, o lucro líquido da Cemig foi de R$ 405 milhões. Segundo o presidente da Cemig, Bernardo Alvarenga, os resultados financeiros divulgados à imprensa, nesta quinta-feira (16/8), “estão em linha com os resultados dos exercícios anteriores, mostrando que a companhia vem aumentando a geração de caixa e diminuindo as despesas e, portanto, melhorando a sua saúde financeira”.

A geração de caixa, medida pelo Lucro antes dos Juros, Impostos, Depreciação e Amortização (Lajida), foi de R$ 810 milhões, 9,53% superior ao registrado no mesmo período do ano passado, de R$ 739 milhões, enquanto a redução de R$ 177 milhões nos custos de pessoal, material, serviços de terceiros e outras despesas (PMSO), representou uma diminuição de 20% em comparação com o segundo trimestre de 2017.

Bernardo Alvarenga também destaca o aumento da venda de energia pela Cemig, o que demonstra a recuperação da economia mineira. “A energia consumida na área de concessão da Cemig Distribuição aumentou 5,7% no segundo trimestre de 2018, na comparação com o mesmo período do ano passado”, destaca.

Perfil da companhia

A Cemig é a maior empresa integrada do setor de energia elétrica do País, com mais de 530 mil quilômetros de linhas de distribuição e uma capacidade instalada de 5,6 GW. Vale destacar que a concessionária foi selecionada, pela 18ª vez consecutiva, para compor a carteira do Índice Dow Jones de Sustentabilidade no período 2017/2018, mantendo-se como a única companhia do setor elétrico da América Latina a fazer parte do índice desde a sua criação, em 1999.

A companhia está presente em 22 Estados e no Distrito Federal e conta com mais de 127 mil acionistas em 44 países e ações negociadas nas Bolsas de Valores de Nova York, Madri e São Paulo.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui