O Centro Universitário do Leste de Minas Gerais (Unileste) sediará ações informativas do movimento Nova 381. O objetivo é disseminar e aumentar o número de adesões entre os universitários a fim de pressionar as autoridades no que se refere à duplicação da BR-381. As intervenções, que começam nessa terça-feira (2), se encerra hoje (3), das 17h30 às 19h30, no campus de Coronel Fabriciano. No dia 9 de agosto, a mesma abordagem será realizada no campus de Ipatinga, das 17h30 às 19h30.

A iniciativa é uma realização da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) Regional Vale do Aço e busca favorecer a pressão popular pela conclusão das obras na rodovia BR-381. “Nosso objetivo é que enquanto não se garantam recursos adicionais, se direcionem todos os esforços para o lote 7, em Caeté, e o lote 3.1, próximo a Jaguaraçu, que mais rapidamente podem beneficiar a sociedade com trechos duplicados”, comenta o presidente da Fiemg Regional Vale do Aço e coordenador do movimento Nova 381, Luciano Araújo.

Continue lendo após o anúncio

Segundo explicou o dirigente, o apoio e a mobilização de toda a sociedade são imprescindíveis. “Precisamos de mais atitude das pessoas. Muitos reclamam dessa BR, que tira tantas vidas e que trava o desenvolvimento regional, mas o que cada um tem feito para mudar essa realidade?”, questiona.

Como aderir?
Para participar e saber mais sobre o status das obras de duplicação da BR-381, basta acessar o site www.nova381.org.br e clicar na aba “Participe” do portal. O Unileste é uma das instituições que já apoiam esse movimento, que visa o desenvolvimento regional do Vale do Aço.

Fonte: Diário do Aço




Anúncios
Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui