Queimada em terrenos baldios em João Monlevade tem sido comum, assim como as reclamações. Ação é ainda mais prejudicial à saúde devido à secura do tempo

A secura e a baixa umidade do ar continuam predominando em João Monlevade nesta semana e devem persistir pelo menos até o final do mês, quando a chuva deve dar as caras pela região. A informação é do Centro de Climatologia TempoClima PUC Minas.
Nesta terça-feira (19), os termômetros devem variar, na cidade, entre 13ºC e 27ºC.

A umidade do ar fica em torno de 50% à tarde. Pelos padrões da Organização Mundial de Saúde (OMS), a umidade relativa do ar ideal é de 60%. Inclusive, a OMS recomenda que seja decretado estado de atenção, quando os índices ficam entre 20 e 30%, e estado de emergência, se registrada umidade relativa do ar entre 12 e 20%.

Não chove em João Monlevade há 100 dias. As consequências do tempo seco para a saúde são ardência e ressecamento dos olhos, boca e nariz, favorecendo atuação de agentes infecciosos como vírus e bactérias e agravamento de doenças respiratórias. As principais doenças que se manifestam neste período são infecções de vias aéreas, como rinites, sinusites, pneumonias e asma.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui