Investigações na Câmara de Santa Bárbara apontam desvio de pelo menos R$ 4 milhões

Começou na manhã desta quarta-feira (2 de maio), o julgamento de cassação do mandato de vereadores da Câmara de Santa Bárbara envolvidos em esquemas de corrupção. Eles estão afastados do cargo e, se condenados, deixam de receber salários. Serão julgados 11 dos 12 vereadores (incluindo dois suplentes).

Anúncios

Os vereadores são suspeitos de montar um esquema de desvio de recursos por meio de contratos fictícios, que pode ter gerado um rombo de mais de R$ 4 milhões ao município de pouco mais de 30 mil habitantes. A maior parte dos desvios ocorria em falsos contratos de locação de veículos para viagens.

Continue lendo após o anúncio

As investigações são coordenadas pelo delegado da Polícia Civil de Santa Bárbara, Domiciano Monteiro, que denominou a operação de “Apolo 13”, em alusão ao fato de que, em um dos contratos de aluguéis de carros pela Câmara, a perícia indicou que, caso fosse realizado, a distância a ser percorrida pelos veículos corresponderia a uma viagem de ida à Lua e mais um terço da viagem de volta para a Terra.

Ordem dos julgamentos

O primeiro julgamento é do vereador Anderson Gomes Pena (SD). Depois, é a vez de Bruno Henrique Ferreira (DEM) e Ermelindo Francisco Ferreira (PSL), que está preso preventivamente.

Amanhã (3), a sessão é iniciada às 8h e determinará se Geraldo Carneiro (DEM); o preso preventivo, Geraldo Magela Ferreira (DEM), e Geraldo Magela Silva (PP) perderão o cargo.

Na sexta (4), será a vez de Luciano Pires da Silva Luiz (PHS), o também preso preventivo, Luiz Fernando Hosken Fonseca (PSL) e Paulo Henrique da Rocha (PDT). E por último, na próxima segunda-feira (7), serão julgados os casos de Timóteo de Lourdes Ferreira (PPS) e Wellington Flávio Resende do Carmo (PP).

O vereador Juarez Camilo Carlos (PSDB) também está preso, mas, devido um mandado de segurança, a sessão relativa ao denunciado será agendada posteriormente.

Senhas

Haverá distribuição de senhas para a população que desejar assistir as Sessões. A senhas serão distribuídas conforme ordem de chegada, haja vista a capacidade de lotação do Plenário Cine Vitória.

Leia também:

Investigação da Civil resulta no afastamento de 12 vereadores em Santa Barbara

Polícia Civil investiga corrupção na Câmara de Santa Bárbara

Polícia Civil conclui nova fase de investigações na Câmara de Santa Bárbara

 

Anúncios
Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui