Secretário da Infraestrutura e Mobilidade, Marco Aurélio Barcelos, apresenta o Plano na ALMG (Guilherme Dardanhan / ALMG)

O Plano Estratégico Ferroviário (PEF) de Minas Gerais já dá os primeiros passos. Após a primeira reunião técnica, foi realizada, na tarde dessa quarta-feira (23), audiência pública na Assembleia Legislativa de Minas Gerais para apresentar a metodologia que será utilizada e o cronograma do projeto.

Promovido pela Comissão Extraordinária Pró-Ferrovias Mineiras, o encontro contou com a presença da equipe da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade (Seinfra), da Associação Nacional dos Transportadores Ferroviários (ANTF), patrocinadora dos estudos que comporão o PEF, e da Fundação Dom Cabral (FDC), contratada para a elaboração dos estudos. Estiveram presentes diversos deputados e especialistas do setor.

O levantamento deve durar 14 meses, com entregas parciais que serão validadas a cada etapa em workshops pela FDC junto à Seinfra.

A ideia é que o plano traga as iniciativas priorizadas e com valores, subsidiando, inclusive, as discussões com a União, a partir dos recursos advindos da renovação antecipada das concessões de malhas que passam por Minas.

O Plano Estratégico Ferroviário de Minas Gerais será composto por um portfólio de projetos priorizados para a implantação e operação de uma nova estrutura ferroviária em Minas Gerais. Como ponto de partida, será construído um diagnóstico do atual sistema ferroviário mineiro, de forma a serem definidas estratégias e elaborado um plano de investimentos que atenda à demanda do setor e da população mineira.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui