Covid-19: presídio de João Monlevade tem 10 casos confirmados

Presídio de João Monlevade (Bell Silva)

Dez detentos testaram positivo para a Covid-19, no Presídio de João Monlevade. Não há agentes penitenciários doentes. O diretor do presídio, Melquiades França Júnior, informou que os presos contaminados estão assintomáticos. Eles estão sendo monitorados e foram isolados dos demais. “Os demais presos e servidores usam máscaras e seguem orientações de prevenção”, disse enfático.

Para frear a disseminação da doença, conforme Melquiades, as visitas estão proibidas por tempo indeterminado. Com essa restrição, familiares podem ter contato com os presos de três formas: por meio de cartas, ligações telefônicas e videoconferências. As audiências também estão acontecendo por videoconferências judiciais.

Itens de higiene, remédios e alimentação continuam sendo fornecidos pela unidade prisional. Todos os kits enviados por meio postal são inspecionados, por questões de segurança, e estando em conformidade com a legislação, são entregues aos presos.

A unidade prisional de João Monlevade registrou 211 detentos, conforme levantamento divulgado no mês de julho pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Em Minas Gerais, de acordo com a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), 60 mil pessoas estão presas. Pelo menos, 677 custodiados testaram positivo para a doença e estão cumprindo quarentena dentro das unidades.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui