Cresce o número de assaltos na BR-381 entre João Monlevade e Belo Horizonte

Os redutores foram instalados no local em 2013. Foto: Arquivo/O Popular

A onda de assaltos na BR-381, trecho entre João Monlevade e Belo Horizonte, tem aumentado e muitos motoristas estão deixando de viajar durante a noite, horário preferido pelos marginais para rederem as vítimas.

Os locais com maior incidência de assaltos são trechos em obras para duplicação da rodovia como os trevos de Sabará, Caeté, Roças Novas, Itabira, Barão de Cocais e São Gonçalo do Rio Abaixo, devido aos quebra-molas instalados nesses locais, que forçam os motoristas a reduzirem a velocidade provocando lentidão e filas gigantescas.

Anúncios
Continue lendo após o anúncio

Um dos métodos usados pelos ladrões é a colisão na traseira dos carros. Os criminosos aproveitam que as vítimas descem dos veículos para verificarem o estrago e são rendidas.

Já os caminhões são, normalmente, escolhidos antes do trecho. Em alguns casos eles arrombam os baús e roubam cargas ali mesmo, ou seguem o veículo até outro ponto da rodovia e rendem os caminhoneiros.

Uma audiência pública de segurança da Assembleia Legislativa de Minas foi realizada no mês de junho desse ano na cidade de São Gonçalo do Rio Abaixo, diante da gravidade do problema. Na ocasião os comerciantes e moradores da região, pediram mais efetivo para todas as polícias (Civil, Militar e Rodoviária Federal).

Segundo a PRF somente neste ano,até o mês de setembro, já foram registradas 158 ocorrências. São quase dois casos por dia. A PRF acredita que esse número possa ser maior, uma vez que muitas vítimas não registram um Boletim de Ocorrências.

Anúncios
Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui