Crimes violentos têm queda de 2016 para 2017 em João Monlevade

Os crimes violentos – como roubos, homicídios e estupros – apresentaram pequena queda de 2016 para 2017 em João Monlevade. Os dados são do Portal Minas em Números, do Governo do Estado.

As estatísticas, divulgadas até o mês de outubro dos respectivos anos apontam que em 2016 aforam registrados na cidade 388 roubos. Até o mesmo desse ano o número de crimes da categoria foi de 310. Estupros – incluindo de vulneráveis-, no ano passado, somaram 15 e em 2017 os registros foram de 13 casos. Já os homicídios consumados no ano passado chegaram a 12 e nesse ano já são 13 mortes.

Para coibir esses crimes e outras modalidades, já estão em funcionamento em período de testes e adaptações, câmeras de monitoramento eletrônico no centro comercial de João Monlevade. A previsão é de que a segunda etapa seja implementada nos primeiros meses de 2018.

Todo o monitoramento das câmeras é de responsabilidade da Polícia Militar. Para isso, a entidade recebeu doações de televisores da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL). Alguns comerciantes arcam com os custos de implantação de câmeras e a Prefeitura paga a manutenção de internet, algumas câmeras e computadores do sistema da central de vigilância. A Associação Comercial, Industrial e Prestação de Serviços de João Monlevade (Acimon) e o Conselho Comunitário de Segurança Pública (Consep) também são parceiros da iniciativa.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui