Na reestreia do técnico pentacampeão mundial Luiz Felipe Scolari, o Cruzeiro foi superior ao Operário durante todo o jogo e conquistou uma importante vitória por 1 x 0, na noite desta terça-feira (20), no Estádio Germano Krueger, em Ponta Grossa-PR, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.

O atacante Arthur Caíke marcou o gol da Raposa, que volta a campo no próximo domingo, às 16h, contra o Náutico, no Estádio dos Aflitos, em Recife-PE.

A partida

O jogo começou bastante disputado, com as duas equipes exercendo uma forte marcação no meio campo, dificultando a criação das jogadas ofensivas do adversário.

Aos poucos, o Cruzeiro passou a valorizar mais a posse da bola e teve boa chance para abrir o marcador, aos 15 minutos, com Arthur Caíke. O atacante recebeu lançamento de Régis, penetrou na grande área e chutou para o gol, mas o zagueiro Ricardo Silva se jogou no lance e conseguiu desviar a bola.

Melhor em campo, a Raposa dominava as ações, buscava sempre o ataque e quase marcou em uma finalização de Marquinhos Gabriel, após passe de Rafael Luiz, mas a bola desviou em Ricardo Silva e saiu à linha de fundo.

Segundo tempo

O Operário tentou sair para o ataque no início da etapa final, mas o ímpeto ofensivo dos donos da casa durou pouco. A equipe mineira retomou rapidamente o comando do jogo e chegou com perigo em um chute forte de Arthur Caíke, da intermediária. A bola resvalou em Rafael Bonfim e saiu para escanteio.

A equipe paranaense respondeu com chutes de Thomaz e Marcelo. O primeiro deles saiu à esquerda do gol e Fábio defendeu o outro, com facilidade.

Após os 20 minutos, o Cruzeiro cresceu ainda mais no jogo e passou a pressionar o adversário, em busca da vitória. Teve boa chance em uma falta cobrada por Marquinhos Gabriel, que Thiago Braga fez grande defesa, no canto.

Pouco tempo depois, Jadson cruzou para a área, Arthur Caíke cabeceou e Thiago Braga fez outra importante defesa.

O Operário deu um susto em Fábio aos 36 minutos, com o zagueiro Rafael Bonfim desviando, acima do gol, uma falta cobrada por Marcelo.

Mas, aos 39, após grande jogada individual, Airton passou por dois marcadores e tocou para Arthur Caíke, que dominou e chutou colocado, sem chance alguma para o goleiro Thiago Braga. Cruzeiro bonito na frente. 1 x 0.

Atrás no marcador, o time do Sul se mandou para o ataque e só não empatou, nos acréscimos, por causa de excelente defesa do goleiro Fábio, em finalização cara a cara do zagueiro Rafael Bonfim.

Jadsom Silva – Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro
Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui