Cursos técnicos devem ter um milhão e meio de novas vagas em três anos

Até 2023, o Brasil deve ofertar três milhões e quatrocentas mil vagas em cursos técnicos e profissionalizantes. Hoje, existem um milhão e novecentas mil oportunidades nesses cursos. Esse acréscimo de um milhão e meio de matrículas nesse tipo de ensino faz parte do programa Novos Caminhos, lançado nesta terça-feira pelo Ministério da Educação.

Na apresentação do projeto o ministro Abraham Weintraub afirmou que ter um bom curso técnico pode valer mais do que a formação superior.

As matrículas do programa Novos Caminhos serão na área de tecnologia. Mas, para isso, de acordo com o Ministério da Educação, será elaborado um novo catálogo nacional de cursos técnicos, para promover oportunidades inéditas.

A última lista está desatualizada com dados de 2013. A previsão é que uma portaria com uma consulta pública sobre esses novos cursos técnicos seja publicada nesta quarta-feira no Diário Oficial da União.

Para garantir as novas vagas, 40 mil professores serão treinados em educação profissional até 2022. A formação será em quatro eixos: pedagogia, empreendedorismo, indústria 4.0 e atualização tecnológica.

O Brasil é um dos países que menos oferta vagas no ensino profissionalizante, como explica o secretário de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério da Educação, Ariosto Culau,

Segundo estudo do MEC, quem faz cursos técnicos ou profissionalizantes têm 38% mais chances de conseguir trabalho com carteira assinada e renda 20% maior.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui