O titular da 4ª Delegacia Regional de Polícia Civil de João Monlevade, delegado Paulo Tavares (foto), em nota à imprensa divulgada nesta manhã (21), atestou que a falta de material para a confecção de carteiras de identidades na cidade é “incompetência da gerência do Posto de Identificação, subordinada à presidência da Câmara”.

A afirmação do delegado ocorre depois da Assessoria de Comunicação da Câmara divulgar que suspendeu a emissão dos documentos devido a falta de material. Conforme informações compartilhadas por Tavares, “a falta de material é responsabilidade facultada única e exclusivamente à gerência, que não prestou contas ao Instituto de Identificação da Polícia Civil”.

A Câmara de Vereadores firmou convênio com o Governo do Estado para emissão de carteiras de identidade em João Monlevade. É importante frisar que tal convênio é para atender ao cidadão, não à Polícia Civil ou ao Governo de Minas Gerais. No convênio determina-se que é de responsabilidade da gestão do Posto de Identificação, subordinada ao Poder Legislativo, prestar contas do serviço ao Instituto de Identificação. O Instituto, após verificação das informações, libera nova remessa de material para confecção de mais documentos“, consta em trecho do documento disponibilizado pelo delegado.

Em texto enérgico, o delegado Paulo Tavares reforçou ainda a disposição em reassumir a demanda das emissões das Carteiras de Identidade, sediando o serviço na delegacia, diante da ingerência comprovada no município. “Contudo, é necessário que a Câmara de Vereadores mantenha o custeio dos servidores e ceda os equipamentos, comprados com dinheiro público. Tal pretensão não foi, até o momento sinalizada oficialmente pela presidência da Casa Legislativa”, disse taxativo.

A gerente do Posto, Tarsila Bittencourt, justificou que a solicitação de material para a confecção dos documentos dependem de prestação de contas junto ao Instituto de Identificação da Polícia Civil em Belo Horizonte. Contudo, devido à pandemia, a prestação de contas ficou prejudicada. Tarsila disse, ainda, que as prestações de contas deverão ser retomadas a partir da semana que vem e, com isso, o material poderá ser liberado para que o atendimento seja devidamente retomado a partir de junho.

Confira o documento na íntegra:

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui