Consultor do programa “Pró-Município”, Rogério de Souza Moreira (Flávia Henriques/ Acom-Acimon)

A Acimon promoveu na noite da última segunda (25), a apresentação do relatório com o diagnóstico de João Monlevade, dando continuidade ao programa “Pró-Município”, lançado em junho.

O consultor do projeto, Rogério de Souza Moreira, foi quem mostrou os resultados. Ele pontuou que o aumento da taxa de desemprego na cidade foi percebida como ponto crítico, tendo a mesma avaliação por 79% dos entrevistados tanto no setor público quanto privado.

“É muito interessante que ambos tenham apresentado a mesma sensação nesse quesito. Seja pela crise, seja pela dificuldade do mercado local em absorver a mão de obra, uma vez que sabemos que não há como gerar emprego formal para todos”, explicou ele.

Conforme o consultor, o diagnóstico foi elaborado com informações levantadas por meio de um questionário direcionado aos representantes de diversos seguimentos da sociedade. De acordo com ele, a compilação dos resultados foi satisfatória e aponta para muitas convergências de opiniões entre os entrevistados, em muitas áreas de atuação dos poderes público e privado no município.

“O que percebi é que a maioria das pessoas que respondeu ao questionário conhece bem a realidade do município, apresentando inclusive algumas sugestões de melhorias em certas áreas. O que servirá de base para discussão e definição e ações dentro do Conselho de Desenvolvimento, e consequentemente para as futuras Câmaras temáticas”, salientou.

Dentre os pontos ressaltados por Rogério Moreira estão: a forte vocação do município para a Indústria. Já na Saúde, deverá ser dada atenção especial por parte do poder público. Dentre os pontos divergentes entre os setores público e privado está a sensação da economia local. Dos representantes do poder público entrevistados, 50% tiveram percepção de aumento do crescimento econômico nos últimos cinco anos, enquanto para 56% dos entrevistados do poder privado juntamente e a sociedade civil organizada acreditam que houve uma estagnação da mesma.

As próximas ações definidas na reunião, para dar sequência aos trabalhos e implementação do “Pró-Município” serão: 1º) Acimon encaminhará minuta do Projeto de Lei para criação do Conselho de Desenvolvimento Econômico; 2º) A Prefeitura avaliará a minuta e fará as adequações necessárias para elaboração do Projeto de Lei; 3º) Prefeitura encaminhará o Projeto de Lei para a Câmara Municipal e a Acimon mobilizará novamente os envolvidos para acompanhar a votação do mesmo; 4º) Caso o Projeto de Lei seja aprovado, serão definidos os representantes da sociedade civil organizada e os poderes público e privado para compor o conselho; 5º) Após posse dos membros do conselho, serão identificadas e criadas câmaras temáticas que irão pautar as ações para avanço do município nos próximos 10 anos.

O evento aconteceu no Espaço Gourmet “José Ricardo de Brito”, com a presença de mais de 40 pessoas dentre secretários da Prefeitura Municipal, Vereadores e empresários, além de representantes de diversas instituições. O vice-prefeito Fabrício Lopes, o presidente da Câmara Municipal Djalma Bastos e o diretor da AcerlorMittal João Monlevade Marco Antônio Bosco também estiveram presentes, reafirmando seus compromissos com o programa e a proposta trazida pela Acimon, em benefício do desenvolvimento econômico e social da cidade.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui