Duas mulheres foram baleadas e uma agredida depois de um desentendimento com o dono de um bar que fica no bairro ABM, em João Monlevade. A tentativa de homicídio foi registrada por volta das 18h30 de ontem (3) e teria começado com briga antiga, na qual o dono do bar, de 31 anos, proibiu a entrada das vítimas em seu estabelecimento.

Impedidas de entrar no bar, a mãe de duas das vítimas esteve no comércio para comprar balas paras os netos, mas as guloseimas não foram vendidas e a mulher do dono do bar pediu que ela saísse do local. Passados dez minutos, as duas filhas dela e uma amiga saíram de casa e foram em direção a um outro bar nas imediações. Quando o comerciante avistou o trio, ele começou a chutar e a desferir coronhadas de arma de fogo na cabeça de uma das mulheres.

A irmã dela tentou impedir as agressões e foi baleada na parte frontal da cabeça. A amiga da dupla entrou na confusão, também para impedir a ação do homem e foi atingida na parte lateral direita da cabeça e nos dedos da mão direita. Depois de balear as duas, o homem ainda chutou a cabeça da mulher que foi agredida com coronhadas. Segundo testemunhas, ela estava caída no chão.

As três foram socorridas ao Hospital Margarida e a primeira mulher baleada precisou ser transferida para o Hospital João XXIII, em Belo Horizonte. O estado de saúde dela inspira cuidados. As outras vítimas já estão em casa. O autor dos disparos fugiu e não foi encontrado.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui