Detenta de Rio Piracicaba fica em segundo lugar no concurso de Miss Prisional 2016

O Miss Prisional é uma forma de promoção da autoestima

Marcela Moreira Cagnani, de 26 anos, foi a vencedora da 3ª edição do Miss Prisional Minas Gerais. Ela e outras oito presas, de todos os territórios do estado, desfilaram na ultima sexta-feira (10), em passarela montada no Complexo Penitenciário Estevão Pinto, em Belo Horizonte.

Jéssica Francisca Gonçalves, de 23 anos, da Associação de Proteção aos Condenados (APAC) de Rio Piracicaba conquistou o segundo lugar. O terceiro ficou Tâmara dos Santos Silva, de 25 anos, da Penitenciária de Três Corações.

As participantes escolheram Camila Kelen Ribeiro Dias, de 28 anos, do Presídio José Abranches Gonçalves (São Joaquim de Bicas), para Miss Simpatia. A detenta Mosalisa Teixeira de Oliveira, eleita anteriormente no Centro de Referência à Gestante Privada de Liberdade, situado no município de Vespasiano foi coroada Miss Grávida. Os três primeiros lugares e a Miss Simpatia ganharão um book fotográfico.

Neste ano, pela primeira vez, foram realizadas seis seletivas regionais para escolha de representantes para a etapa final do concurso.

Mais que um concurso de beleza, o Miss Prisional é uma forma de promoção da autoestima, humanizando o cumprimento da pena e preparando as presas para um retorno saudável ao convívio social em liberdade.

As presas desfilaram em trajes casual e de gala para o júri, composto por 11 pessoas, como a Miss Contagem, Ludmila Werneck e o designer Roberto Vascon. Foram avaliados os quesitos beleza, simpatia, postura, corpo, rosto e desenvoltura.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui