Detenta de Rio Piracicaba fica em segundo lugar no concurso de Miss Prisional 2016

O Miss Prisional é uma forma de promoção da autoestima

Marcela Moreira Cagnani, de 26 anos, foi a vencedora da 3ª edição do Miss Prisional Minas Gerais. Ela e outras oito presas, de todos os territórios do estado, desfilaram na ultima sexta-feira (10), em passarela montada no Complexo Penitenciário Estevão Pinto, em Belo Horizonte.

Jéssica Francisca Gonçalves, de 23 anos, da Associação de Proteção aos Condenados (APAC) de Rio Piracicaba conquistou o segundo lugar. O terceiro ficou Tâmara dos Santos Silva, de 25 anos, da Penitenciária de Três Corações.

Anúncios
Continue lendo após o anúncio

As participantes escolheram Camila Kelen Ribeiro Dias, de 28 anos, do Presídio José Abranches Gonçalves (São Joaquim de Bicas), para Miss Simpatia. A detenta Mosalisa Teixeira de Oliveira, eleita anteriormente no Centro de Referência à Gestante Privada de Liberdade, situado no município de Vespasiano foi coroada Miss Grávida. Os três primeiros lugares e a Miss Simpatia ganharão um book fotográfico.

Neste ano, pela primeira vez, foram realizadas seis seletivas regionais para escolha de representantes para a etapa final do concurso.

Mais que um concurso de beleza, o Miss Prisional é uma forma de promoção da autoestima, humanizando o cumprimento da pena e preparando as presas para um retorno saudável ao convívio social em liberdade.

As presas desfilaram em trajes casual e de gala para o júri, composto por 11 pessoas, como a Miss Contagem, Ludmila Werneck e o designer Roberto Vascon. Foram avaliados os quesitos beleza, simpatia, postura, corpo, rosto e desenvoltura.

Anúncios
Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui