Detentos ateiam fogo em colchões e ameaçam militar durante rebelião na cadeia de São Domingos do Prata

Apenas um detento conseguiu fugir. Foto: arquivo/O Popular

Detentos da Cadeia Pública de São Domingos do Prata deram início a uma rebelião por volta das 18h30 desta quarta-feira (14). Eles jogaram colchões, roupas pessoais e de cama no corredor e atearam fogo, causando um incêndio e grande volume de fumaça, pondo em rico a segurança de todos no local.

A Polícia Militar da cidade, com apoio de militares de João Monlevade, compareceu na unidade prisional onde foi informada por uma agente carcerária que os presos da Cela 05, sem motivo algum, iniciaram um principio de motim.

Anúncios
Continue lendo após o anúncio

Mesmo com a presença dos militares no local, o tumulto nas celas continuou. Os presos gritavam palavras de insultos contra todos os policiais e passaram a chutar as grades das celas e jogar objetos no corredor. Um dos militares efetuou um disparo com uma escopeta calibre .12 no corredor, com munição de não letal, com o objetivo de controlar um pouco a situação, para que o agente penitenciário pudesse colocá-los no pátio destinado a visitas.

Um dos presos da cela 06, segundo a polícia, passou a gritar palavras de baixo calão contra o sargento que comandava a operação.

O mesmo preso teria efetuado ameaças de morte contra o militar, passando ainda a incentivar os demais presos a desacatar os policiais.

Oito presos que estavam na cela 05, que já estavam no pátio, passaram a gritar chamando os demais detentos para realizarem uma rebelião, durante o horário de visitas nesta quinta-feira (15).

Os presos envolvidos no motim receberam voz de prisão em flagrante delito e foram conduzidos para a Delegacia de Polícia Civil de João Monlevade. Segundo a polícia, ninguém ficou ferido.

Anúncios
Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui