Vereador Nenzinho e pastor Ailton

A Polícia Civil confirmou na manhã dessa terça-feira (2) a prisão do diretor da Câmara Municipal de Itabira Ailton Moraes e o vereador Weverton Júlio de Freitas Limões (Nenzinho -PMN).

A informação é do delegado regional Helton Cota, que coordena as investigações.

Segundo o delegado, eles são investigados em Inquérito Policial visando apurar esquema popularmente conhecido como “rachadinha”, na medida em que obrigavam funcionários a devolver parte dos salários recebidos ao longo dos últimos anos.

Foram colhidos nos autos elementos concretos desta prática, caracterizando os tipos penais previstos nos artigos 316 (concussão) e 288 (associação criminosa).

O delegado explicou que as prisões preventivas foram deferidas judicialmente por conveniência da instrução criminal e para assegurar a garantia da ordem pública, em razão de constantes ameaças praticadas à testemunhas dos fatos por parte dos investigados.

As investigações continuam com o objetivo de concluir o Inquérito Policial em andamento e eventualmente obter novas informações.

Publicidade

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui