Djalma e Tarsila explicaram sobre o funcionamento e sobre os investimentos

O vereador Djalma Bastos (PSD), presidente da Câmara de João Monlevade, foi convidado para participar da reunião desta terça-feira na Câmara Vereadores de Itabira, a falar sobre o serviço de emissão de carteiras de identidade que funciona no Legislativo da cidade há mais de um ano. O convite foi feito pelo vereador Agnaldo Vieira Gomes (PRTB), autor do Projeto de Lei 01/2018 que visa abrir um posto de emissão de identidade semelhante na Câmara de Itabira. O projeto, inclusive, foi aprovado em segundo turno.

Anúncios

O serviço em João Monlevade custou R$ 52 mil e atende 25 pessoas por dia – inclusive itabiranos. O objetivo, segundo a chefe do setor Tarsila Bittencourt, é ampliar para 40 o número de atendimentos, na cidade.

Continue lendo após o anúncio

Valério pede socorro

A convite do vereador Weverton Leandro dos Santos Andrade, Vetão (PSB), o presidente do Valeriodoce Esporte Clube, Luiz Antônio de Oliveira “Precata”, também participou da reunião da Câmara de Itabira nesta terça-feira, 20, para falar sobre a situação do clube. De acordo com ele, a dívida do Dragão, principalmente com passivos trabalhistas, soma quase R$ 8 milhões, cifras que vêm se acumulando desde 2005. “Precisamos tirar o Valério do atoleiro”, afirmou o dirigente, ao solicitar apoio dos parlamentares na busca por recursos e parcerias.

Luiz Precata, presidente do VEC

Luiz Precata afirmou que o Valério está com bens bloqueados pela Justiça do Trabalho, como o imóvel onde funcionou a sede do Fórum Desembargador Drumond, no bairro Pará. Ele disse que herdou os problemas de gestões anteriores e que até já desembolsou do próprio dinheiro para arcar com compromissos do clube.

Ao ouvir os relatos, vários vereadores deram sugestões, como reconstituir a parceria com a Vale, firmar convênio com a Prefeitura e abrir o clube para servidores públicos, buscar parcerias com o Cruzeiro por meio de seu conselheiro e senador Zezé Perrella, dentre outras. Segundo Luiz Precata, sua administração caminha com o “pé no chão” e quer formar equipe para disputar a Terceirona do Mineiro este ano, o que deve custar aproximadamente R$ 400 mil. “Queremos colocar o Valério novamente na prateleira de cima do futebol mineiro”, declarou.

Fundo e Centenário de Luiz Menezes

Em segundo turno os vereadores aprovaram também a criação do Fundo Municipal dos Direitos da Mulher. De acordo com o projeto do Executivo, o fundo será constituído por fontes diversas e tem como propósito disponibilizar dinheiro para a execução de programas e projetos que garantam a proteção das mulheres, como determina a Lei Maria da Penha.

O outro projeto aprovado (03/2018) institui 2019 como o Ano do Centenário de Luiz Menezes, de autoria do vereador Adélio Martins da Costa, Decão (MDB). Nascido em 10 de outubro de 1919, Luiz Menezes foi vereador, prefeito de Itabira e deputado estadual. Foi fundador da Rádio Itabira AM, da Rádio Antártida FM, do primeiro serviço telefônico de Itabira e de outros empreendimentos. Sô Luiz, como era conhecido, dizia ser itabirano duas vezes: de nascimento e de coração.

Anúncios
Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui