Os autores foram presos após pagarem mercadorias com cédulas de R$100,00 falsas

Dois homens de 20 e 22 anos foram presos pela Polícia Militar de Barão de Cocais, por volta das 14h de sábado (4), depois que um comerciante do Distrito de Cocais, suspeitou de uma cédula de R$100,00, falsa, que eles tentaram passar em seu estabelecimento comercial, e avisou a polícia.

Antes disso os suspeitos, que usavam uniformes de uma empresa para convencer as vítimas, teriam visitado outros estabelecimentos no Distrito Cocais com o mesmo objetivo, mas também os comerciantes suspeitaram. Um deles anotou a placa do carro utilizado pelos elementos e informou a polícia que saiu à procura do veículo, um Renault Scenic com placa de Belo Horizonte.

Durante rastreamento os militares avistaram o carro e deram ordens de parada, por gestos, sinais de farol, luzes intermitentes e sirene, porém, não foram acatados. Com apoio de equipes da Polícia Militar Rodoviária (PRV), o veículo foi abordado.

O rapaz de 22 anos confessou que ele, e o comparsa, teriam passado no comércio local três ou quatro notas falsas de R$ 100,00.

Durante as buscas pessoais e no veículo, foram encontradas outras duas cédulas do mesmo valor, também falsas, além de uma bucha de maconha e um par de passadeiras do posto de capitão da Polícia Militar de Minas Gerais.

Eles alegaram que compraram oito cédulas falsas por R$15,00 cada. Disseram também que conseguiram enganar três pessoas depois de consumirem lanches em estabelecimentos, onde pagaram com o dinheiro falso.

Sobre as identificações usadas por um oficial da PM que encontradas, o autor de 20 anos disse que eram de seu pai e que teria dispensado uma cédula falsa durante a perseguição policial.

O lacre da placa do veículo utilizado por eles estava rompido, e por isso foi rebocado ao pátio do Detran.

Os dois foram presos em flagrante e levados para a Delegacia de Polícia Civil, em Itabira.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui