Durante perseguição, assaltantes trocam tiros com a PM em João Monlevade

Mais um tiroteio entre policiais militares e criminosos em fuga foi registrado por volta das 20h desta terça-feira (13), em João Monlevade depois de um assalto registrado a uma padaria que fica na Avenida José Modesto de Ávila, em Bela Vista de Minas.

Após o roubo, envolvendo quatro marginais, eles fugiram em um veículo VW/Pointer de cor prata com placa de Belo Horizonte, sentido João Monlevade. Foi solicitado apoio de militares de João Monlevade durante o cerco aos criminosos.

Quando os suspeitos passavam pela Avenida Armando Fajardo no Bairro Loanda, em Direção à BR-381, depararam com uma viatura policial e a perceberem que seriam abordados, o condutor do veículo aumentou a velocidade passando muito próximo da calçada e dos outros veículos e realizando manobras arriscadas.

Durante a fuga o veículo entrou no Bairro Petrópolis e após percorrer cerca de 1km, retornou em direção à BR-381 e próximo a um posto de combustíveis realizou  uma manobra atrás de uma carreta que estava estacionada e três dos quatro ocupantes desembarcaram. Neste momento eles efetuaram vários disparos de arma de fogo contra as equipes policiais, que revidaram efetuando cerca de 13 tiros contra os agressores, que conseguiram fugir através de um córrego que dá acesso ao Bairro Sion e não foram localizados.

Após desembarcarem do veículo o condutor continuou a fuga e abandonou o carro na Rua Vinícius de Morais, no Bairro Santo Hipólito e fugiu a pé por um matagal. Ele também não foi localizado pela polícia.

Segundo a polícia não houve feridos na ocorrência e uma garrucha de dois canos, calibre .22 com dois cartuchos deflagrados, foi localizada abandonada durante a fuga pelos bandidos.

No veículo usado pelos criminosos foi localizada uma perfuração na porta traseira, aparentemente provocada por um dos disparos efetuados pela polícia. Dentro do carro foi localizada uma sacola plástica contendo R$224,45, um telefone celular, cinco pedras de crack, e uma embalagem contendo duas pedras maiores da mesma substância entorpecente e dois maços de cigarros.

Segundo a polícia enquanto confeccionava o boletim de ocorrências, o telefone apreendido tocou e foi atendido. Era a mãe de um dos suspeitos que informou que o aparelho pertencia ao filho dela, bem como o veículo apreendido.

O VW/Pointer foi rebocado ao pátio do Detran e todos os materiais apreendidos foram levados para a Delegacia de Polícia Civil.

Publicidade

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui