Já está aberto o prazo para que presos provisórios e adolescentes cumprindo medidas sócio-educativas em unidades de internação façam o pedido de mudança temporária do local de votação e assim tenham o direito ao voto garantido, conforme previsto na Constituição de 1988.

Os presos provisórios são aqueles que ainda não receberam a condenação definitiva, ou seja, transitada em julgado.

A solicitação de transferência temporária de seção eleitoral pode ser feita até 23 de agosto para a administração das unidades penais e de internação. Os gestores dessas unidades ficam responsáveis por encaminhar as informações para os cartórios eleitorais.

Eleições 2018

Os presídios e unidades de internação que registrarem 20 ou mais pessoas interessadas em votar, vão receber uma seção eleitoral.

Mas atenção, os presos provisórios e adolescentes internados que não estiverem com o título eleitoral regularizado não poderão votar. O prazo para regularização foi encerrado em maio.

Em 2016, 121 seções eleitorais foram abertas para a votação de quase seis mil eleitores em situação de encarceramento.

Os números deste ano serão divulgados pelo Tribunal Superior Eleitoral em agosto.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui