Em João Monlevade, universitários usam a criatividade para ensinar Química, Matemática e Física

Alunos do 1º ano do ensino fundamental aprendem em uma maquete

Professores e alunos do ICEA/UFOP, em João Monlevade, criaram o Programa Aprimoramento e Desenvolvimento Tecnológico de Ciências Naturais. A ideia é produzir material didático de Matemática, Física e Química, de nível fundamental e médio, que facilite o processo de ensino/aprendizagem.

Num dos projetos, foram desenvolvidos kits que tornam mais atrativas as fórmulas, as reações e as propriedades dos elementos. Os kits são feitos com material de baixo custo e de fácil acesso a todos.

Outro trabalho é dirigido a alunos com deficiência auditiva, com a produção de vídeos educativos com experimentos e interpretações em Libras com o auxílio de intérpretes. Uma terceira ação trabalha a relação entre a Física e o meio ambiente no dia-a-dia.

A foto acima é de uma ação no Colégio Kennedy. No dia 26 de julho, foi feita uma palestra sobre uma casa sustentável. Depois do bate-papo, os alunos foram aprender/brincar em uma maquete da casa, praticando experimentos de física e química ambiental.

Os trabalhos atendem alunos do 1º ao 9º ano do Ensino Fundamental, além de turmas do 1º e 2º anos do Ensino Médio, atendendo 14 turmas com média de 20 alunos por turma.

Publicidade

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui