Reunião da CCJ nesta quarta-feira durou mais de seis horas e foi palco de diversos protestos
Luis Macedo/Câmara dos Deputados – 13.7.16

Reunião da CCJ nesta quarta-feira durou mais de seis horas e foi palco de diversos protestos

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara dos Deputados encerrou mais uma reunião nesta quarta-feira (13) sem votar o parecer sobre os recursos apresentados pela defesa do deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) contra a decisão do Conselho de Ética de encaminhar ao Plenário seu processo de cassação.

Anúncios

A fase de discussão foi encerrada após a aprovação de requerimento por 37 votos a 17. A reunião da CCJ durou mais de seis horas.

Continue lendo após o anúncio

Se for aprovado o parecer do relator, deputado Ronaldo Fonseca (PROS-DF), que recomenda a anulação da votação final do Conselho de Ética, o processo deve retornar ao colegiado para que seja refeita a última votação. Caso o parecer seja rejeitado, o processo que pede a cassação de Eduardo Cunha segue para o Plenário da Casa.

O encerramento da reunião desta quarta-feira motivou protestos de diversos integrantes da comissão contra o presidente da CCJ, deputado Osmar Serraglio (PMDB-PR). Os deputados queriam votar logo o parecer de Ronaldo Fonseca.

Uma nova reunião da comissão foi convocada para esta quinta-feira (14). O adiamento da votação foi, em muito, facilitado pela iminência da eleição para definir o novo presidente da Câmara, que está agendada para ocorrer às 19h.

*Com informações da Agência Câmara

Anúncios
Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui