Estacionar em vagas reservadas para idosos ou deficientes físicos de forma indevida pode gerar uma autuação de R$ 293,47, além da inclusão de sete pontos no prontuário da CNH pela infração gravíssima. Mas isso parece não ser uma preocupação por parte de alguns motoristas de João Monlevade, que insistem em desrespeitar o Código de Trânsito Brasileiro e principalmente os deficientes físicos e idosos da cidade, que dependem exclusivamente dessas vagas para se locomoverem com mais conforto e segurança.

Na tarde de ontem (30), um veículo foi flagrado estacionado sobre uma dessas vagas em frente ao Banco Sicoob.

Pela manhã de ontem também, uma situação ainda mais preocupante. Uma ambulância da Secretaria de Saúde, de João Monlevade estava estacionada em uma vaga destinada para deficientes físicos, sem estar em serviço, próximo da Caixa Econômica Federal.

As duas fotos, denunciando as situações, foram publicadas na pagina de Elias Gonçalves, presidente da Associação de Cooperação e Integração dos Portadores de Deficiência de João Monlevade (Acinpode), no Facebbok. Os posts provocaram inúmeros comentários de internautas que se demonstraram indignados com as duas situações.

Elias Gonçalves, disse que recebe diariamente reclamações relativas a esses tipos de situações. “A ACINPODE espera que a Secretaria de Saúde, e o responsável pelos veículos desta Secretaria, apurem este fato, e que está situação não se repita. Pela informação que tivemos, o veículo não estava com nenhum paciência em situação de emergência”, alertou ele.

O Estatuto do Idoso, amparado pela Lei federal 10.741 de 1⁰ de outubro de 2003, estabelece que 5% das vagas em estacionamentos regulamentados e de uso público sejam destinados a essa parcela da população. Já, o Decreto 5.296/2004 é quem estabelece que 2% das vagas sejam destinadas às pessoas com deficiência.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui