As companhias aéreas vão reforçar a segurança em voos com destino aos Estados Unidos (EUA). As empresas ampliarão a inspeção dos pertences de passageiros na porta da aeronave, com foco na verificação mais rigorosa de aparelhos eletrônicos. Passageiros que recusarem a inspeção de segurança em seus pertences podem ser impedidos de embarcar.

A medida é uma resposta à exigência da Transportion Security Administration (TSA), autoridade de aviação civil para assuntos relativos à segurança dos transportes contra atos de interferência ilícita de terceiros dos EUA. A instituição solicitou que operadores aéreos do mundo inteiro ampliem medidas adicionais de segurança.

A medida não foi estabelecida pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), responsável apenas por instituir normas de segurança a serem observadas nos aeroportos situados em solo brasileiro. Entretanto, autoridades de outros países podem impor exigências e condicionantes para companhias aéreas que realizem operações com destino aos seus territórios nacionais, desde que não violem a legislação brasileira.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui