Água, alimentos não perecíveis, produtos de higiene pessoal e roupas são arrecadados por instituições de João Monlevade para as vítimas do rompimento da barragem da mineradora Vale, no município de Brumadinho. Os donativos podem ser deixados no Salão Socila (em Carneirinhos), nas unidades do Sesi (José de Alencar) ou do Senai (Vila Tanque).

O Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais registrou, até o início da madrugada de hoje (26), nove mortes em decorrência do rompimento da barragem. O último balanço da corporação informa ainda o resgate de nove pessoas retiradas com vida da lama de rejeitos e de cerca de 100 pessoas que estavam ilhadas.

A mineradora divulgou, na manhã de hoje, uma lista com o nome das pessoas que não fizeram contato desde o rompimento da barragem. Mais de 400 pessoas, entre funcionários do quadro e terceirizados, integram o levantamento da mineradora.

De acordo com a empresa, a lista está sendo atualizada constantemente, conforme as pessoas são localizadas. “Se o seu nome está na lista, favor entrar em contato com a nossa ouvidoria para comunicar”, pediu a mineradora em comunicado. O telefone para atendimento é o 0800 821 500.

Debris are seen in an area next to a dam owned by Brazilian miner Vale SA that burst, in Brumadinho, Brazil January 25, 2019. REUTERS/Washington Alves

Barragem de rejeitos se rompe em Brumadinho, Minas Gerais – REUTERS/Washington Alves/Direitos Reservados
Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui