Escritos do Rapha: O Teimoso de Betesda

O Teimoso de Betesda

Em João 5, é narrada a história da cura do paralítico no tanque de betesda. O tanque de betesda ficava na entrada de Jerusalém e dizia-se ser um tanque onde um anjo (provavelmente, Rafael – sim, vale o merchan do chará) agitava as águas de tempos em tempos e o primeiro enfermo que mergulhasse era curado de suas enfermidades.

Lá haviam vários doentes, dentre eles um homem que esperava pela sua cura há 38 anos. Para alguns é uma história de perseverança, para mim uma história de teimosia em procurar a cura no lugar errado. E quantas vezes não teimamos nisto?

Cismamos que as dores da nossa alma podem ser curadas por agitar de águas, por algo que transforme a nossa realidade. Uma roupa nova, um corte de cabelo diferente, uma transformação no visual, cirurgias plásticas, novos amores, novos empregos, uma viagem, um porre de cerveja épico…

Abraçamos aquela oportunidade, mergulhamos nas águas, e quando abrimos os olhos, nossa realidade ainda é a mesma. Ainda estamos doentes, e pior, molhados, com frio e sem uma toalha por perto.

Mas se quisermos ser curados de verdade, aqui está a chave: E Jesus, vendo este deitado, e sabendo que estava neste estado havia muito tempo, disse-lhe: Queres ficar são? João 5:6

Alguns dirão sim. Outros não conseguiram sequer responder diretamente, pois estão tão apegados as suas dores que apenas explicarão porque estão abraçados a elas. Se apegam as dores porque acreditam que sentir a dor ainda é melhor do que não sentir nada.

A tentativa de cura pelos caminhos errados atrasam a vida destas pessoas. Mas quando Jesus toca o paralitico e diz que ele está curado, ele simplesmente volta a caminhar.

Todos temos dores na alma e Jesus é o médico dos médicos. Ele não é um evento que acontece de vez em quando, ele é a cura sempre presente.

Jesus está te perguntando hoje: quer ser curado? Qual a sua resposta?

Instagram: @escritos.do.rapha

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui