A Polícia Civil, em Itabira, instaurou um Inquérito Policial para apurar supostos estelionatos cometidos na cidade contra diversas vítimas. Um suspeito já foi identificado, segundo o delegado regional Helton Cota.

Segundo informou o delegado, até o momento, já foram ouvidas doze vítimas do estelionatário, que as induzia a erro com a finalidade de obter vantagem indevida.

Delegado regional Helton Cota (divulgação PC)

“O autor ludibriou as vítimas alegando que as mesmas poderiam ocupar cargos públicos na Prefeitura Municipal de Itabira independentemente de concurso público, e que toda a negociação seria por ele intermediada junto à uma Secretária Municipal”, salientou Helton Cota.

O suspeito solicitava às vítimas documentos e quantias em dinheiro que variavam de R$ 500,00 a R$ 1.500,00.

Toda a farsa se justificava pela falsificação de documentos com timbre do Poder Público Municipal e assinatura da Secretária.

A Polícia Civil orienta à população que o acesso aos cargos públicos efetivos após 1988 ocorre apenas por meio de concurso público, sendo ilícita qualquer outra forma de provimento.

O delegado pede que outras vítimas procurem a polícia. “Solicitamos que eventuais vítimas que ainda não foram identificadas e ouvidas se apresentem na Delegacia do Bairro Campestre”.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui