Estelionatários são presos após golpe da tinta no Vale do Aço

Em Ipatinga, na última quarta-feira (18), um comerciante acionou a Polícia Militar dizendo que foi abordado em seu comércio por duas pessoas, as quais estavam em um veículo com placa do estado de São Paulo.

Essas pessoas lhe venderam uma lata de tinta de 16 litros, porém, quando eles saíram e ele abriu a lata, constatou ter caído em um golpe, pois havia na lata uma substância pastosa, e não tinta. Eles vendiam a suposta lata de tinta em valor abaixo do valor de mercado alegando que a lata estava amassada.

Ontem (19), em Coronel Fabriciano, outro comerciante acionou a PM relatando que foi vítima das mesmas pessoas, quando ele havia comprado duas latas da suposta tinta.
De posse das características dos autores e do veículo, foi feito um intenso rastreamento, sendo o veículo localizado no bairro Santa Terezinha. Com esses autores foram localizadas oito latas da suposta tinta.

Após conversas com os abordados e vários rastreamentos, foram localizados e apreendidas mais 408 latas da suposta tinta, mais autores presos, quase R$  mil, várias etiquetas para identificar as supostas latas de tinta, 10 aparelhos celulares, vários comprovantes de depósitos, agendas telefônicas, notas fiscais, sete máquinas de cartões de crédito/débito de operadoras diversas, dois cartões de crédito/débito e seis veículos.

A PM alerta a todos a desconfiarem de pessoas que vendem produtos bem abaixo do valor de mercado e sugere que  outras vítima do bando façam denúncias na Polícia Civil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui