Ex-candidato a vereador é preso suspeito de estelionato em João Monlevade

Um ex-candidato a vereador nas ultimas eleições municipais de João Monlevade, de 52 anos, foi preso pela Polícia Civil da cidade, com apoio de policiais civis de Ponte Nova, na última terça-feira (2), suspeito de estelionato. Além dele uma mulher, de 29 anos, e outro homem de 31, também foram presos na operação por receptação. As prisões ocorreram nos bairros Nova Monlevade e Planalto.

Como são apenas investigados os nomes dos envolvidos não foram revelados.

Segundo a Polícia Civil, o ex-candidato era quem chefiava a organização criminosa. O golpe era aplicado assim. Ele utilizava documentos falsos para efetuar as compras de diversos produtos em estabelecimentos comerciais da região, via cheques sem fundos, e pedia que as mercadorias fossem entregues num depósito, de fachada, que ficava na região onde ocorreram as prisões. Após entregue os materiais, ele providenciava outro frete para pegar as mercadorias e repassar ao receptador. Esse por sua vez comprava os materiais com cerca de 30% a 40% abaixo do valor de mercado e as revendia.

Além das prisões dos suspeitos, a polícia recuperou cerca de R$30 mil em mercadorias e evitou outro golpe, que renderia à quadrilha mais R$14 mil, fosse concluído.

A delegada adjunta da 4ª Delegacia Regional da Polícia Civil, Camila Batista Alves, disse ao site O Popular que a operação foi realizada pelos investigadores das equipes de Patrimônio e Tóxicos. “São policiais civis jovens, íntegros e dedicados que estão realizando um belo trabalho, com resultados bastante significativos para a cidade. Todos os três suspeitos foram presos preventivamente”, disse a delegada que coordenou os trabalhos.

Os dois homens estão no Presídio de João Monlevade e a mulher no Presídio Feminino, em Rio Piracicaba, onde deverão permanecer presos à disposição da Justiça.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui