Ex-vereador é assaltado, reage e dá facada em suspeito

EXCLUSIVO – Um comerciante e ex-vereador de João Monlevade, de 49 anos, teve o seu comércio invadido na noite dessa segunda-feira (21), no bairro Boa Vista. Dois homens entraram no local e um deles estava armado. O ex-vereador, para se defender, armou-se com uma faca e atingiu o suspeito.

Consta no Boletim de Ocorrências da Polícia Militar que o ex-vereador estava em seu comércio, por volta das 21h, quando no local entrou um homem e pediu um isqueiro emprestado. Logo depois, ele voltou e apontou uma arma anunciando o assalto. Uma outra pessoa ficou do lado de fora dando cobertura à ação.

Ainda conforme a versão da vítima, a todo o momento, o homem o ameaçava. Ele também teria tentado atirar por duas vezes em sua direção, mas a arma falhou. O suspeito bateu no ex-vereador com o revólver, causando ferimento em seu rosto.

Em ato contínuo, o suspeito teria rendido duas mulheres que estavam do lado de fora do estabelecimento. Elas foram obrigadas a irem para um quarto, junto do ex-vereador. No local, o comerciante conseguiu distrair o homem que estava armado. Ele pegou uma faca e acertou o suspeito, que fugiu com o comparsa levando R$ 300,00. A dupla teria entrado num Monza, tomando rumo ignorado. O carro foi atingido por pedras jogadas pelo comerciante.

As duas mulheres, de 38 e 19 anos, rendidas pelos suspeitos – mãe e filha – alegaram para a equipe policial que atendeu a ocorrência que estavam do lado de fora do comércio do ex-vereador quando viram os homens se aproximando. Após anunciarem o roubo, o suspeito que vigiava a ação do comparsa, determinou que uma das mulheres entregasse o celular. Ele pegou o telefone, dinheiro e determinou que mãe e filha fossem atrás dele.

Quando a polícia registrava o ocorrido, os militares receberam informação de que um homem, de 49 anos, havia dado entrada no Hospital Margarida com lesão na cabeça, sendo vítima de objeto cortante. Os policiais foram até o local e o paciente contou que teria sido agredido entre o bairro Planalto e Nova Monlevade.

Horas depois, ao ser procurado na casa de parentes para novos esclarecimentos sobre a agressão sofrida, o homem tentou escapar da polícia. Ele se escondeu debaixo de uma cama. O suspeito foi levado ao local onde alegou ter sido agredido e, segundo os policiais, a todo instante mudou a versão dos fatos.

O homem também foi apresentado para as vítimas. No entanto, com medo de ações judiciais, o comerciante não confirmou a autoria do roubo. Ele só identificou o suspeito num segundo momento.

O homem acabou detido e o caso segue sob investigação da Polícia Civil. O celular roubado de umas das mulheres foi recuperado. Os autores na hora de fugir do local do crime deixaram para trás um boné de cor preta e dois pares de chinelo.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui