Excursão ao Tauá: polícia investiga árvore que caiu em crianças itabiranas

Árvore caiu em área próxima à piscina (Divulgação/CBMMG)

O que era para ser um passeio divertido ao resort Tauá, em Caeté, terminou em tragédia para uma turma de 44 crianças da escola de Itabira, Nossa Senhora das Dores, nesta segunda-feira, dia 3.

É que um pinheiro do clube despencou e atingiu duas meninas de 10 anos. Elas foram encaminhadas ao Hospital de Pronto-Socorro João XXIII. Uma delas sofreu traumatismo cranioencefálico grave e foi encaminhada à Unidade de Terapia Intensiva (UTI), enquanto a outra sofreu uma fratura no fêmur e foi transferida para o hospital Vila da Serra. A Polícia Civil investiga o caso e a perícia já esteve no local do acidente para colher pistas.

Além de ferir as estudantes, a árvore acertou duas monitoras do Tauá, que também foram  foram socorridas e não sofreram ferimentos com gravidade.

As crianças, que são do 5º ano, foram levadas ao Tauá pelo Colégio Nossa Senhora das Dores para comemorar o encerramento do primeiro ciclo do Ensino Fundamental. Na hora do acidente, todos estavam numa área recente do estabelecimento, num parquinho aquático, no momento em que não estava chovendo nem ventando.

O acidente teria ocorrido de repente. Os galhos mais leves da árvore atingiram as duas alunas, que são primas, e a parte mais grossa do pinheiro, as duas monitoras.

A escola providenciou o transporte dos pais e de funcionários a BH para acompanhar as crianças no hospital, onde também estava um gerente do Tauá.  A assessoria do Grupo Tauá, que administra o hotel, afirmou que está dando todo o suporte necessário às vítimas e suas famílias. A empresa apontou as fortes chuvas que atingem a cidade como motivo para a queda da árvore. Segundo a assessoria, a área onde aconteceu o acidente foi isolada e as demais dependências do hotel funcionam normalmente.

 

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui