O local que vem sendo estudado para a instalação do IML fica ao lado do antigo PA. Fotos: Bell Silva

Outra denúncia feita na Câmara de Vereadores de João Monlevade, nesta semana, foi com relação ao necrotério, no cemitério do bairro Baú. Segundo o vereador Revetrie Teixeira (PMDB), em visita ao local junto com o vereador Belmar Diniz (PT), foi constatado a situação precária. “Para fazer a limpeza dos corpos, os servidores usam mangueira, porque não há torneira funcionando no local. É preciso oferecer dignidade aos servidores e à população, que em um momento tão difícil, precisam ter o mínimo de respeito. Fomos como Comissão de Saúde e a nossa denúncia é sobre o local, não contra os funcionários que ali trabalham”, reforçou Revetrie.

Sobre esta questão, o presidente da Câmara Djalma Bastos (PSD), declarou que vem sendo discutido junto ao Executivo e à Polícia Civil, que é responsável por este trabalho, a implantação de um Instituto Médico Legal (IML) em Monlevade, em área anexa ao prédio do antigo Pronto Atendimento (PA), (fotos). “O acordo está praticamente fechado. Estamos dependendo agora de agenda, mas assim que houver novo encontro, convido o vereador Revetrie a participar”, explicou.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui