Família busca ajuda para trazer corpo da ipatinguense assassinada em Portugal

Camila foi morta e teve o corpo colocada em uma mala pelo assassino. Foto: Reprodução

Hoje (9) faz uma semana que a brasileira Camila da Silva Mendes, de 30 anos, natural da cidade de Ipatinga, no Vale do Aço, foi morta em Arruda dos Vinhos, distrito da capital Lisboa, em Portugal.

A família dela somente tomou conhecimento do caso na quinta-feira (3), por meios de ligações de conhecidos locais da vítima, e desde então busca ajuda para fazer o translado do corpo para o Brasil. O valor fica em torno de R$30 mil, segundo a família da vítima, recursos que eles não possuem no momento. Há também a hipótese de os familiares fazerem o sepultamento do corpo em Portugal, mas o custo é de aproximadamente R$16 mil, muito alto ainda para os familiares arcarem.

Conforme nota divulgada pela Polícia Judiciária (PJ), através da Diretoria de Lisboa e Vale do Tejo, Camila foi atingida com um golpe letal de arma branca. Ainda de acordo com o órgão, o autor colocou o corpo em uma mala e o abandonou em mata próximo ao local do crime. O suspeito do crime foi preso horas depois de abandonar a mala com o corpo.

Ela morava lá a cerca de dois meses em Portugal com o companheiro. A polícia suspeita de se tratar de crime passional.

Os interessados em fazer alguma doação financeira podem depositar na conta bancária 00671570, agência 02107, código Iban BR11-6074-6948-0210-7000-6715-702c1, código SWIFT BBDEBRS-PBHE, beneficiária Lucileia Aparecida Silva Santana, no banco Bradesco. Para mais informações, os interessados podem entrar em contato pelo número (31) 98813-7009

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui