De acordo com o vereador, já passou quase 1,5 ano de pandemia e as famílias não estão mais suportando os efeitos da crise econômica

“A população espera que seus governantes adotem medidas rápidas e eficientes visando minimizar os terríveis prejuízos provocados pela Covid-19”. A afirmação foi feita pelo vereador Fernando Linhares para justificar seu anteprotejo de lei, aprovado na última reunião da Câmara de João Monlevade, no dia 14, o que propõe a criação do Vale-Gás para ser distribuído às famílias em situação de vulnerabilidade social.

De acordo com Fernando, que também é o secretário da Mesa Diretora do Legislativo, através do seu anteprojeto, o prefeito poderá enviar um projeto para aprovação na Câmara e, a partir daí, ter autorização para adquirir botijões de gás das distribuidoras localizadas em Monlevade para serem distribuídos às pessoas inseridas no Bolsa-Família ou outros programas sociais já devidamente cadastradas na Prefeitura. “Ou, se o prefeito achar melhor, poderá distribuir o Vale-Gás e as próprias pessoas trocarem pelo gás”, ressaltou o autor da proposta.

De acordo com o vereador, já passou quase 1,5 ano de pandemia e as famílias não estão mais suportando os efeitos da crise econômica. “É por isso que elas precisam de ajuda, com urgência. Afinal, um botijão de gás de 13 quilos já está em torno de R$ 95”, lamentou Fernando, acrescentando que o benefício seria adorado até o final do período em que a cidade estiver em situação de emergência e estado de calamidade pública.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui