Gaeco prende 11 na Operação Ares. Um deles em Monlevade

Operação Ares cumpriu 14 mandados de busca, apreensão e prisão nesta segunda-feira

Nesta segunda-feira (22) foi deflagrada a Operação Ares, pelo Grupo de Atuação de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), integrado pelas polícias Civil, Militar e Ministério Público. Foram cumpridos 14 mandados de prisão expedidos pela 1º Vara Criminal da Comarca De Ipatinga, que culminou com a prisão de 11 pessoas. Os investigados são acusados de envolvimento com o tráfico de drogas, explosão de caixas eletrônicos de bancos, dentre outros delitos, e vinham sendo acompanhados há vários meses pelo Gaeco.

Anúncios

Conforme nota divulgada pelo Gaeco, o esquema criminoso organizado, com finalidade de comercialização e distribuição de grande quantidade de entorpecentes, bem como roubo à mão armada a instituições financeiras (explosão de caixa eletrônico), na região do Vale do Aço, Caratinga e João Monlevade. As investigações apontam que a revenda de substâncias entorpecentes continuava e ser gerenciada por pessoas presas em Unidades Prisionais.
O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado afirma que somente a organização investigada trazia para as regiões e cidades apontadas, quase meia tonelada mensal de maconha.

Continue lendo após o anúncio

Ainda conforme o Gaeco, o grupo criminoso contava com a participação de vários menores de idade para a guarda e revenda da droga.

Foram presos em Coronel Fabriciano, Junio Donato Gouveia, Gabriel Silva de Oliveira (Biel) e Pedro Henrique Gomes Amador. Em Ipatinga foram detidos Lorrainy Teixeira Cruz, Nelielson Amorim da Silva e Diego Nascimento Gonçalves .Já Jhone Alves Romualdo ( Bolo), foi preso em João Monlevade e José Mário de Oliveira, Reginaldo Roberto de Almeida, Jorge Antônio Gomes, Jhennifer Kelly Gomes Ferreira e Thais do Nascimento Domingos, em Caratinga.

Weslei Saturnino Ferreira (Pingo), Tiago Gonçalves Cabral, Yuri de Oliveira Maria, Juliano José dos Santos (Juca), Vinícius Ferreira Gomes (Moço) e Leonardo Lucas de Oliveira Souza foram presos anteriormente no transcorrer das investigações.

Anúncios
Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui