O imposto sobre a gasolina, o etanol e o diesel sofre aumento a partir dessa sexta-feira (21). O decreto foi assinado no dia anterior e aumenta a alíquota do tributo PIS/Cofins sobre combustíveis.

O reflexo do reajuste do imposto já pode ser sentido nas bombas de alguns postos de João Monlevade, onde o litro da gasolina é vendido a R$ 3,89. O consumidor que quer economizar, precisa correr, contar com a sorte e ter paciência de esperar na fila para abastecer. Há no município um posto vendendo o litro do combustível por R$ 3,22.

O imposto sobre combustíveis foi escolhido porque, segundo o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, pode ser aumentado por decreto, sem necessidade de aprovação do Congresso Nacional.

Com autorização, o tributo sobre a gasolina sobre R$ 0,41 por litro, ficando em R$ 0,79 por litro, mais que o dobro da alíquota atual, que é de R$ 0,38 por litro.

O imposto do diesel sobe R$ 0,21 por litro e o do etanol sobe R$ 0,1 por litro para o produtor e R$ 0,19 para o distribuidor, que hoje não paga Pis/Confins sobre o etanol.

Com os aumentos, o governo espera arrecadar quase R$ 10,5 bilhões a mais. O aumento de imposto visa cumprir a atual meta fiscal. O governo diz que o aumento é necessário para preservar o ajuste fiscal e o crescimento econômico.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui