O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), almoçou nesta segunda-feira (18) com o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, no Palácio dos Bandeirantes. Segundo Maia, o encontro foi um gesto de “agradecimento” ao empenho do tucano à sua recente eleição. Na conversa, houve discussão sobre pautas e votações de interesse do Estado de São Paulo.

Maia destacou após o encontro com Geraldo Alckmin a renegociação da dívida dos Estados, a PEC dos precatórios e a questão do pré-sal como assuntos de interesse dos governadores e, provavelmente, os primeiros temas a serem colocados em pauta tão logo o Congresso retome suas atividades. Deputados e senadores deram início na última sexta-feira (15) a um ‘recesso branco’ ? espécie de férias informais aos parlamentares ? e retomarão as deliberações somente em agosto.

Anúncios
Rodrigo Maia com o senador Aécio Neves: apoio do PSDB foi fundamental para o deputado ser eleito presidente da Câmara
André Dusek/Estadão Conteúdo – 14.7.16

Rodrigo Maia com o senador Aécio Neves: apoio do PSDB foi fundamental para o deputado ser eleito presidente da Câmara
Continue lendo após o anúncio

Maia disse que o calendário eleitoral não pode atrapalhar o andamento da Câmara. “A sociedade quer uma sinalização. Vamos trabalhar para acelerar as votações e conciliar com as atividades eleitorais de quem estiver em campanha. Esperamos ter quórum suficiente para isso.” O novo presidente da Câmara ressaltou que o Congresso precisa trabalhar em pautas estruturantes, como a reforma da Previdência, tributária e política.

Apoio tucano

O deputado federal Rodrigo Maia superou na última quarta-feira (13) o candidato apoiado pelo Palácio do Planalto, Rogério Rosso (PSD), no segundo turno e foi eleito o sucessor de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) na presidência da Câmara.

Para garantir o posto, Maia contou com o apoio da antiga oposição ao governo, formada pelo PSDB, pelo PPS e pelo DEM. O presidente nacional do PSDB, o senador Aécio Neves (MG), e o governador paulista, Geraldo Alckmin, foram dois dos principais cabos eleitorais de Maia durante a campanha na Câmara.

Além do apoio dessas três legendas, a candidatura do deputado do Democratas ganhou ainda a simpatia de parlamentares de partidos de ‘lados opostos’, como o Partido dos Trabalhadores e o PCdoB. Deputados das duas legendas votaram em Maia justamente para evitar que o favorito do presidente em exercício Michel Temer (Rogério Rosso) fosse eleito o novo presidente da Câmara dos Deputados.

*Com informações do Estadão Conteúdo

Anúncios
Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui