O governo federal lançou nesta terça-feira a Semana do Brasil. Será um período comemorativo, de sexta-feira agora, dia 6, até o dia 15 de setembro, durante o qual o comércio será incentivado a oferecer produtos produzidos no país, com preços mais baixos.

No discurso, o presidente Jair Bolsonaro disse estar confiante.

“É um momento em que estamos nos reencontrando com as cores da nossa bandeira e com o seu lema, Ordem e Progresso. O Brasil vai sair dessa. Nós, juntos, vamos fazer o Brasil diferente. Vamos, lá na frente, apesar do orçamento bastante complicado, vamos, sim, dar a volta por cima”.

A Semana do Brasil foi idealizada pela Secom, Secretaria Especial de Comunicação Social da Secretaria de Governo. O secretário de Comunicação, Fabio Wajngarten, pediu confiança ao comércio.

“Todas as datas de calendário do comércio têm anos de vida e décadas. Sejamos persistentes e pacientes. A própria black friday demorou a se consolidar e ainda está sendo construída no varejo brasileiro”.

De acordo com a Secom, até o momento, 4.680 empresas e entidades aderiram à campanha. Entre elas, grupos privados de comunicação e também a EBC, Empresa Brasil de Comunicação, que é uma empresa pública.

Esses meios de comunicação vão veicular mensagens publicitárias, com o mote “Vamos valorizar o que é nosso”.

Correios também vai lançar um selo comemorativo. Os objetivos da Semana do Brasil são resgatar o patriotismo, melhorar a imagem do Brasil no exterior e estimular a economia.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui