Governo Municipal busca alinhar parcerias com entidades para o desenvolvimento de João Monlevade. Foto: Elisângela Bicalho Acom PMJM

O secretário municipal de Planejamento e vice-prefeito de João Monlevade, Fabrício Lopes (Avante), recebeu na manhã desta terça-feira (2), representantes do Comitê Permanente de Desenvolvimento Econômico e Social (CP10) da Acimon. A pauta do encontro foi o alinhamento de parcerias em prol do município.

Na reunião foram levantadas questões referentes à contribuição de cada esfera da sociedade para a elaboração de um plano para fomentar o crescimento da cidade e para projetá-la como pólo de desenvolvimento da região.

O presidente da Acimon, Eduardo Drumond, e o diretor do CP10, David Roosevelt, explanaram sobre a participação da entidade e do Comitê para a discussão das ações empresariais e políticas públicas que impactam no futuro da cidade. “A integração entre os setores público e privado se faz necessária para o planejamento de João Monlevade”, ressaltou Eduardo. Para David, “é preciso pensar na cidade que vamos deixar para os nossos filhos”, pontuou.

Incubadora e Distrito Industrial

A reestruturação e regularização da Incubadora de Empresas e a urbanização do Distrito Industrial também foram debatidos no encontro. O vice-prefeito explicou que a proposta é investir nesses instrumentos a fim de atrair empresas que gerem emprego, renda e contribuam para a melhoria da qualidade de vida do cidadão monlevadense.

Fabrício Lopes enfatizou ainda a relevância do debate e destacou que o desenvolvimento econômico é uma das diretrizes do governo municipal.

Também participaram do encontro os representantes das Câmaras Temáticas do CP10 Cláudio Pereira e Iarlei Quintão (Acimon); Andréa Abade (UEMG) e Anliy Sargeant (UFOP); além dos servidores Thiago Santos e Ana Carolina Lima (Secretaria de Planejamento); Vaender Castro (Secretaria de Fazenda) e Cristiano Vasconcelos (Procuradoria Jurídica).

Universidades

O Governo Municipal estará agendando também alinhamento com as universidades locais e regionais de olho no potencial acadêmico e inovador que esses núcleos possam oferecer.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui