O espetáculo "Sem Lugar" foi criado pelo Primeiro Ato para uma dupla comemoração: os 20 anos do grupo e o centenário de nascimento de Drummond, ambos celebrados em 2002

O Festival Literário Internacional de Itabira – Flitabira – recebe o grupo de dança belo-horizontino Primeiro Ato para apresentar o espetáculo “Sem Lugar”, baseado na obra do poeta itabirano Carlos Drummond de Andrade. A apresentação integra a programação de abertura do festival, no dia 27 de outubro, quarta-feira, às 21h, no palco principal do evento. O Flitabira acontecerá, em formato híbrido, entre os dias 27 e 31 de outubro.  A programação completa está no site www.flitabira.com.br . 

O espetáculo “Sem Lugar” foi criado pelo Primeiro Ato para uma dupla comemoração: os 20 anos do grupo e o centenário de nascimento de Drummond, ambos celebrados em 2002. A apresentação aborda temas extraídos de sua obra, como o amor, o erotismo e o tempo, além de traduzir a concepção do escritor itabirano sobre o homem, que vive sem lugar e lida com a solidão, a fragmentação e o vazio.

Anúncios
Continue lendo após o anúncio

Ficha Técnica – “Sem Lugar”

Direção Artística – Suely Machado / Concepção e coreografia – Tuca Pinheiro / Pesquisa coreográfica – bailarinos Grupo 1º Ato / Trilha sonora – Kiko Klaus/ Criação de luz – Jorginho de Carvalho / Figurino – Marco Paulo Rolla/ Bailarinos – Alex Dias, Camila Felix, Dalton Correia, Marcela Rosa, Marcella / Gozzi e Robert Henrique / Assistente de Direção – Marcela Rosa / Iluminador – Elias do Carmo / Sonoplasta – Tomaz Sá

Sobre o Primeiro Ato

Criado em 1982, o Grupo de Dança Primeiro Ato tem por objetivo investigar e ampliar o universo da dança em espetáculos expressivos. Isso acontece através da colaboração entre bailarinos, coreógrafos, artistas plásticos, arquitetos, músicos, entre outros, em processos de pesquisa, encenação e produção. Sob a direção de Suely Machado, o grupo explora o diálogo entre as artes e subverte padrões e conceitos, ao equilibrar os espaços privilegiados dos palcos com a força caótica das ruas.

O Flitabira é viabilizado com o patrocínio do Instituto Cultural Vale, com recursos da Lei Federal de Incentivo à Cultura da Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo. O projeto conta com o apoio da Prefeitura Municipal de Itabira, da Secretaria Municipal de Educação de Itabira e da Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade.

Anúncios
Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui