Na manhã desta quinta-feira (18), os plantonistas do grupo de Gestão Integrada de Riscos e Desastres reuniram-se no auditório da Secretaria Municipal de Obras (SMO) para apresentar e discutir as ocorrências registradas durante o recesso de Carnaval em Itabira. O sistema criado na semana passada busca oferecer, por meio de operações conjuntas, respostas rápidas às situações críticas enfrentadas pela comunidade itabirana durante o período chuvoso. Até o final de março, equipes da Prefeitura e autarquias ficarão de prontidão nos finais de semana e feriados.

O grupo inclui representantes das secretarias municipais de Obras, Ação Social e Administração, Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil (Compdec), Superintendência de Transportes e Trânsito (Transita), Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae), Empresa de Desenvolvimento de Itabira (Itaurb) e Coordenadoria de Comunicação Social. A intenção é que os próximos plantões contem também com a participação de representantes da Vale, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig).

Entre as 18h de sexta-feira (12) e 7h desta quinta-feira, a Compdec recebeu dez ligações. Duas famílias, sendo uma do bairro Gabiroba e outra do Madre Maria de Jesus, foram encaminhadas para a Secretaria Municipal de Ação Social (SMAS) e incluídas no Programa Bolsa Moradia (Probom), pois as residências em que estavam corriam risco de desmoronamento. Outras oito chamadas recebidas pelo órgão referiam-se à solicitação de vistorias de imóveis.

Devido à chuva, houve queda de árvore sobre um trecho da linha férrea na Vila Amélia. Galhos também caíram sobre a rede elétrica no bairro Pará após poda de árvore em imóvel particular. Estas duas ocorrências aconteceram no último domingo (14).

Durante o encontro, os representantes da Compdec, Nilma Macieira de Castro e Carlos Roberto Gorino, alertaram que Itabira possui muitos imóveis em áreas de risco e que o solo já está saturado devido às chuvas registradas nos últimos dias. A previsão é de que elas continuem durante o fim de semana, com maior intensidade na madrugada de sábado para domingo.

Em caso de alagamentos, destelhamentos, deslizamentos de encostas e risco de desmoronamento de imóveis, por exemplo, a Defesa Civil pode ser acionada pelos telefones 3839-2147 e 98294-6273. O cidadão também pode entrar em contato com o Corpo de Bombeiros pelo número 193.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui