Um homem que não teve a identidade revelada está internado em estado grave após ser baleado durante uma tentativa de saque de carga de uma carreta acidentada na BR-381, próximo de Bela Vista de Minas.

O acidente ocorreu na noite de sábado (17) envolvendo uma carreta que transportava produtos eletrônicos.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) chegou ao local e deparou com dezenas de populares arrombando o baú do veículo e tentando saquear os produtos. Ao tentar impedir o crime os federais foram agredidos com pedras lançadas sobre eles pela população.

Foi solicitado apoio da Polícia Militar da cidade de Nova Era, que enviou viaturas para o local. Com a chegada dos PMs, eles também foram recebidos com pedras pelos saqueadores.

Os militares revidaram lançando sobre eles bombas de gás e tiros com balas de borracha.

Um homem que estava com trajes civis, também aramado, atirou contra os saqueadores. Um dos disparos atingiu um homem que estava na confusão. A vítima foi levado ao Hospital Margarida com um tiro nas costas e encontra-se internado em estado grave.

O major Jayme Alves, comandante da Polícia Militar de João Monlevade, que também responde pelo Pelotão de Nova Era, disse que foi instaurado um inquérito policial e que o disparo que atingiu a vítima não saiu de uma das armas usadas pelos militares. “Controlada a situação, a PRF retornou e encerrou a ocorrência. Horas depois um homem deu entrada no Hospital Margarida, vítima de um disparo de arma de fogo nas costas. Para tentar identificar o autor desse disparo, surgiram testemunhas que identificam o indivíduo, de trajes civis, ou seja, não usava nenhum tipo de uniforme, mas armado de uma espingarda que teria efetuado o disparos contra esses saqueadores. A Polícia Militar e, certamente, a Polícia Civil estão diligenciando para identificar esse atirador. Pela PM foi instaurado um inquérito policial para avaliar a ação dos policiais, que a princípio foi legítima. Os meios utilizados pela equipe policial não foram letais, enquanto surge esta pessoa armada, ainda não identificada com munição real. As apurações estão bastante adiantadas e nós devemos chegar até essa pessoa a qualquer momento”, disse Jayme Alves.

Publicidade

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui