Militares de Belo Oriente prenderam na última segunda-feira, 13, um homem de 26 anos por violência doméstica, maus tratos contra animais e ameaça. Em contato com a vítima de 48 anos, ele informou que seu concunhado foi até sua casa, e começou a jogar vários objetos de sua cunhada de 21 anos em seu lote. Ele dizia que não queria mais se relacionar com ela, e que iria matá-la.

Em seguida ele foi na casa do cunhado e o atacou com socos e chutes, depois fugiu. Receoso pela vida da mulher, a vítima relatou que entrou em contato com ela, mas sem êxito. A preocupação era de que autor pudesse fazer algo contra ela, já que ela tinha enviado uma foto dos gatos dela, que o autor decapitou.

Anúncios
Continue lendo após o anúncio

A guarnição seguiu para casa do autor, onde encontraram poças de sangue pela casa, e na sala a cabeça de um dos gatos. O autor confirmou que matou os animais para não matar sua companheira. Em um dos quartos do imóvel, os policiais encontraram a vítima de 21 anos chorando, ela disse que tinha ido a um bar com o companheiro, e no retorno ele a empurrou, ela chegou a cair no chão e revidou com um soco. O autor teria dito para ela não revidar e a empurrou novamente, ela caiu e teve ferimentos nas costas. De acordo com a vítima, amigas passaram de carro no momento e lhe deram carona até a residência de sua irmã. Posteriormente, ao chegar em casa, a vítima encontrou seus gatos degolados, quando o autor apareceu e colocou uma faca em seu pescoço.

Segundo a polícia, o homem resistiu durante a prisão e chegou a agredir um militar com uma cabeçada. Os envolvidos foram encaminhados ao Hospital de Perpétuo Socorro para atendimento médico, e depois conduzidos à Delegacia.

Anúncios
Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui