Uma equipe do Serviço Voluntário de Resgate (Sevor) foi chamada e os socorristas tentaram reanimar a vítima, mas sem sucesso

Um homem, 27 anos, identificado como Davidson Rafael Duarte, morreu no final da tarde de ontem (09), em um acidente de carro na Rua Marques de Maricá, no Bairro Novo Cruzeiro.

Segundo a Polícia Militar, quando chegou ao local a vítima estava desacorda e aparentemente sem os sinais vitais dentro do veículo Fiat/Pálio com placa de Santo Antônio do Monte/MG, que havia se chocado contra o muro de uma residência. Uma equipe do Serviço Voluntário de Resgate (Sevor) foi chamada e os socorristas tentaram reanimar a vítima, mas sem sucesso.

De acordo com a polícia o veículo transitava pela rua Vereador Benedito Marcelino, quando ao convergir para rua Marques de Maricá, o condutor perdeu o controle da direção, vindo a chorar-se no muro de uma residência.

Funcionários da vítima, que é vendedor ambulante, estiveram no local e contaram que são da cidade de Santo Antônio do Monte e estavam na cidade trabalhando como mascates (venda de produtos diversos), e que utilizavam o veículo para o transporte dos produtos.

A Perícia Técnica da Polícia Civil compareceu ao local e durante os trabalhos localizou dentro do veículo uma quantia de R$1.860,00, que foram entregues aos funcionários da vítima. No corpo da vítima foram identificadas apenas pequenas lesões provocadas pelo acidente.

Após os trabalhos da perícia, o corpo da vítima foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) do Cemitério do Baú.

Publicidade

6 COMENTÁRIOS

    • A matéria não “ocultou”. Não consta no Boletim de Ocorrências da Polícia Militar essa informação e trabalhamos conforme consta no documento. Se você viu alguém atirando, sugerimos que procure a polícia e denuncie. Obrigado.

  1. Acabo de ouvir um depoimento da mãe deste rapaz, ela estava no programa do Padre Reginaldo Mazotti no rádio e ela relatou em detalhes a morte do filho, que foi assassinado covardemente com tiro.Lamento por essa mãe, a causa da morte, acidente de carros ou tiros, a dor é a mesma.

  2. Impossível a perícia ter comparecido ao local e não constatar que a vítima foi morta por um tiro, isso é um absurdo. A família relata que foi tiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui