A prefeita de João Monlevade, Simone Carvalho Moreira, assinou o Decreto Nº 101/2018, que dispõe sobre o tombamento da Igreja São José Operário, ou seja, reconhecimento histórico e cultural do imóvel, que acaba de completar 70 anos. Segundo o Decreto, a medida se dá pela importância arquitetônica, histórica, cultural e afetiva que a Igreja representa para o Município e para a comunidade monlevadense.

Segundo a medida assinada pela Prefeita, também recebem proteção, por meio de inventário, o entorno do imóvel, incluindo a praça, o estacionamento, a Gruta Nossa Senhora de Lourdes, a Casa Paroquial e a mata em volta da Igreja.

Decreto assinado por Simone Moreira proporcionará recursos para a conservação do patrimônio a partir do ano de 2020

O referido bem cultural fica sujeito às diretrizes de proteção estabelecidas em lei, não podendo ser destruído, mutilado ou sofrer intervenções sem prévia deliberação do Conselho Municipal do Patrimônio Cultural de João Monlevade e aprovação da Fundação Casa de Cultura.

O Decreto integra a relação de documentos que será encaminhado ao IEPHA/MG (Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais), no dia 10 de dezembro.

Publicidade

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui